Tratamento para parar de fumar com narguilé eletrônico

O narguilé eletrônico está cada vez mais na moda, desta forma, o seu consumo já até superou os cigarros tradicionais.

Para os adultos, o dispositivo é uma alternativa para abandonar o fumo. Como o item possui um aerossol (conhecido como vapor) é possível ser inalado pelo usuário. Neste vapor, possui nicotina sem a maioria das toxinas que os fumantes costumam inalar normalmente.

Desta forma, os cigarros eletrônicos tornaram populares para auxiliar os fumantes que desejam reduzir os riscos do tabagismo.


Resultado de estudos com uso de narguilé eletrônico

Desde que o vaporizador eletrônico apareceu em 2006 no mercado, ocorreu o crescimento das vendas, pois diversos fumantes relatam que é possível reduzir o tabagismo.

Deste modo, conforme estudos do Cochrane Tobacco Addiction Groups Trials Register, the Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL), MEDLINE, Embase e PsycINFO no período entre 2004 e janeiro de 2016 foi feita a referência para levar em conta como o uso dos cigarros eletrônicos podem ser úteis nesta causa.

Com isto, a pesquisa identificou mais de 1.700 citações, das quais foram selecionados 24 estudos completos. Como observado, os participantes usando cigarros eletrônicos tendem mais a se abster de fumar por pelo menos seis meses, se for comparados com os participantes usando placebo.

Além disso, foi possível notar que a comparação entre o cigarro eletrônico com o adesivo de nicotina, não encontrou diferença significativa nas taxas de abstinência dos seis meses, mas o intervalo de confiança não elimina a possibilidade de alguma diferença que seja clinicamente importante de acordo com as anotações.

Deste modo, foi concluído sobre o narguilé eletrônico que o mesmo não desenvolveu nenhum efeito adverso grave que possa ser ligado ao seu uso.

No mais, os efeitos adversos comuns são apenas irritação da boca e garganta, porém, com o tempo eles desaparecem. Ainda o resultado mostra que de acordo com o estudo clínico randomizado não foi possível verificar diferença significativa na frequência de efeitos adversos no tempo de 3 ou 12 meses de acompanhamento, quando é comparado com os grupos usando cigarro eletrônico ou placebo.


Conclusões sobre o e-cigar

Conforme conclusão do estudo feito pela Cocharane, chegou à evidência que os vaporizadores eletrônicos podem ajudar a parar de fumar em longo prazo, quando é comparado com o cigarro eletrônico tipo placebo.

No entanto, a grande dúvida conforme as pesquisa anteriores, é que o dispositivo pode ser uma entrada pra o vício de cigarro.

Entretanto, como exemplo, para os pesquisadores da Universidade College London, liderado por Emma Beard, existe  evidências suficientes que o cigarro de vapor pode ser útil contra o vício.

“As tentativas de abandonar o cigarro passaram a ter mais sucesso no momento em que os cigarros eletrônicos ficaram populares”, comenta Ann McNeill, especialista em dependência de tabaco na King’s College de Londres, que não participou do estudo.

“Na minha opinião, os fumantes que lutam para parar de fumar deveriam tentar todos os métodos possíveis, incluindo os cigarros eletrônicos”, acrescenta.

Os interessados em saber todas as informações completa referente ao estudo sobre o narguilé eletrônico proposto pela Tobacco Addiction Group pode conferir o artigo completo, nesta página.